Mundo – Itália estende quarentena a todo o país para tentar frear coronavírus

Nesta segunda-feira (9), o primeiro-ministro da Itália, Giuseppe Conte, anunciou que a circulação está restrita em todo o país. Todas as reuniões públicas passarão a ser proibidas. O premiê também pediu que todos os italianos fiquem em casa e só saiam para trabalhar ou em caso de emergências.

Segundo Conte, o transporte público continuará em operação. Entretanto, escolas e universidades em toda a Itália devem ficar fechadas até 3 de abril.

As restrições fazem parte de pacote de medidas que entrará em vigor por decreto a partir de terça-feira (10). Na prática, a decisão estende para toda a Itália a quarentena decretada no sábado passado para parte do país.

Entre as medidas, Conte anunciou a suspensão de todos os eventos esportivos, incluindo jogos de futebol ? a Itália sediará algumas partidas da Eurocopa, inclusive a abertura, em junho. Não está claro até quando as restrições ficarão em vigor.

Até a última atualização desta reportagem, a Itália registrava 9.172 casos confirmados e 463 mortes.

Quarentena no norte da Itália

No sábado (7) o governo da Itália já havia decretado quarentena em toda região da Lombardia, incluindo a capital econômica do país, Milão, assim como a região de Veneza, o norte de Emiglia Romana e o leste de Piemonte.

Aquelas medidas afetavam 16 milhões de pessoas e ao menos 16 províncias vizinhas.

A imposição de restrições implica um sacrifício econômico no curto prazo em uma tentativa de evitar uma epidemia mais severa.

Entre as medidas estão suspensão de aulas e eventos esportivos, exceto os profissionais, além de restrições de aglomerações em locais religiosos e restaurantes. Velórios também estão suspensos.

O decreto de sábado ordenava ainda o fechamento de cinemas, teatros e museus em todo o país.

A Itália é o país europeu mais atingido pela atual onda da epidemia e o terceiro em nível mundial. O contágio veio à tona há mais de duas semanas e concentra-se em um punhado de locais no norte da Itália, mas agora foram confirmados casos em cada uma das 20 regiões do país, com mortes registradas em oito delas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TOP