Líder supremo do Irã promete ‘severa vingança’ contra EUA

Após o ataque americano que matou o general iraniano Qassim Suleimani na madrugada desta sexta-feira (3), em Bagdá, no Iraque, o líder supremo do Irã, aiatolá Ali Khamenei, pediu “severa vingança” e anunciou três dias de luto nacional.

“O martírio é a recompensa por seu trabalho incansável durante todos esses anos”, escreveu no Twitter. “Uma vingança implacável aguarda dos criminosos que encheram suas mãos com seu sangue e o de outros martíres.”

O presidente do Irã, Hassan Rouhani, também prometeu vingança “por esse crime horrível dos criminosos Estados Unidos”. Em um comunicado, ele disse ainda que a morte de Suleimani “redobra a determinação da nação iraniana e de outras nações livres da região de se opor à intimidação dos Estados Unidos e defender os valores islâmicos”.

O ministro das relações exteriores do país, Javad Zarif, condenou a ação e exigiu que os EUA sejam responsabilizados.

“O ato dos EUA de terrorismo internacional, localizando e assassinando o general Suleimani -a força mais efetiva no combate ao Daesh (Estado Islâmico), Al Nusrah, Al Qaeda e outros- é extremamente perigoso e tolo”, afirmou Zarif em seu perfil no Twitter.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TOP