CSA, nos mesmos erros de 2019?

SA recebeu o CSE, no Estádio Rei Pelé, em partida válida pela terceira rodada do Campeonato Alagoano, na noite desta quinta-feira (13). O Azulão chegou a abrir o placar no primeiro tempo, mas cedeu ao empate após bobeira da defesa. Com gol de Allano para o CSA e Juliano para o CSE, o jogo terminou empatado em 1×1.

Na estreia de Eduardo Baptista, o Azulão não conseguiu, mais uma vez, produzir boas chances e mostrou ainda precisar de alternativas no meio-campo para criar oportunidades de gol. A torcida do Azulão não perdoou a atuação do time e vaiou a equipe após o resultado.

O time marujo continua ocupando a primeira colocação do Alagoano, agora com 7 pontos. O Tricolor é o quinto, com três pontos.

O Azulão volta a entrar em campo pelo Estadual apenas no próximo sábado, dia 22, contra o Murici, às 17 horas, no Estádio José Gomes da Costa. Mas, antes disso, entra em campo pela Copa do Nordeste, neste domingo (16), contra o Botafogo-PB, às 18 horas, no Almeidão.

Já o CSE joga também no domingo, pelo Alagoano, contra o CEO, às 16 horas, em Olho D’Água das Flores.

Time de Jaelson Marcelino mostrou boa postura reativa no segundo tempo

FOTO: AILTON CRUZ

 

Primeiro tempo

A primeira etapa da partida começou morna. As duas equipes se estudaram muito e demoraram para chegar com perigo no ataque. O CSA demonstrou dificuldade na criação de jogadas e parou algumas vezes na defesa do CSE.

Logo aos 3 minutos, Wagner arriscou um chute de longe, mas a bola não assustou o goleiro Thiago Rodrigues, que apenas cobrou tiro de meta.

Aos 17′, Yago caiu em campo e recebeu atendimento no gramado. Em seguida, o jogador precisou ser substituído e o técnico Eduardo Baptista chamou Jean Kléber para entrar em campo.

O CSA demorou a aparecer ofensivamente na partida, mas, na primeira vez em que chegou ao ataque, levou muito perigo à defesa Tricolor. Aos 20 minutos, Richard Franco tocou para Diego Maurício, que chegou chutando cruzado no gol. A bola passou raspando a trave.

Aos 25′, novamente Diego Maurício, que recebeu passe de Rafinha, ficou cara a cara com Diogo e chutou no gol. O goleiro do CSE fez uma grande defesa que salvou o CSE.

No contra-ataque, aos 31′, Rodrigo Pimpão, em velocidade, achou Richard Franco, que tentou tocar para trás, mas acabou errando o passe e deixando a bola para a defesa do CSE.

A partida voltou a ficar igualada e sem lances de perigo até o momento do gol do CSA, aos 41 minutos. Diego Maurício encontrou Allano, deu um belo passe para o atacante, que, na saída de Diogo, chutou e balançou as redes, assinalando 1×0 para o Azulão.

Atacante Allano abriu o placar e ‘correu para os braços’ da torcida azulina

FOTO: AILTON CRUZ

Por conta do atendimento de Yago, o árbitro Márcio Oliveira chegou a dar mais cinco minutos de acréscimos, mas nenhum lance de perigo aconteceu.

Sob vaias

O Tricolor, atrás do placar, foi quem começou a segunda etapa elétrico. Com 1 minuto, Goiabinha recebeu um belo passe na área, ficou cara a cara com Thiago Rodrigues, e chutou. O goleiro azulino fez uma bela defesa.

O Azulão não demorou muito para responder. Três minutos depois, Diego Renan conduziu a bola até a linha de fundo e cruzou para Rodrigo Pimpão na área. O atacante emendou um voleio, que, em seguida, foi cortado pela zaga do CSE.

O jogo começou a ficar morno e os dois técnicos decidiram fazer alterações na tentativa de dar um gás novo. Pelo CSA, Rafael Bilu entrou no lugar de Allano, enquanto no CSE, Roni saiu para a entrada de Sardinha.

E a mudança do técnico Jaelson Marcelino trouxe mais efeito em campo. Aos 17′, após cruzamento rasteiro, Luciano Castán cortou errado e a bola sobrou para Juliano, que mandou um chutaço e empatou a partida: 1×1.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TOP