Quanto custa ter um pet?

 

Quem tem um bichinho de estimação já sabe a resposta: ter um pet pode custar caro!  Muita gente pensa em ter um gato, um cachorro ou outro animalzinho em casa, mas esquece que assim como outras despesas, é preciso colocar os gastos com o pet no planejamento financeiro.

O ideal é fazer as contas antes mesmo de comprar ou adotar um bichinho. Afinal, não adianta você recolher aquele cachorro abandonado da rua se você não tem condições financeiras de arcar com as despesas.

Não é só de carinho que o animal vai precisar. Além de um compromisso durante anos de vida do seu bichinho de estimação, existem vários gastos básicos que você vai ter todo mês, como ração, banho e tosa (dependendo da raça), produtos de higiene, entre outros.

Sem falar nos gastos com veterinário, remédios antipulgas, vacinas e vermífugos.  Gastos extras também podem surgir como a compra de brinquedos, cama, acessórios e outros mimos que muitos proprietários de animais adoram.

E se o dono do animalzinho optar pelo plano de saúde animal, vai ter que desembolsar ainda entre R$ 30 e R$ 50 por mês.

Segundo dados da Abinpet (Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação), um cachorro de porte médio, por exemplo, que pesa entre 11kg até 25kg, custa cerca de R$ 280 por mês.  Esse valor inclui gastos com ração (332 gramas por dia), banho e tosa (uma vez por mês), veterinário (três consultas por ano), antipulgas (uma vez por mês), vacinas (uma dose por ano) e vermífugos (duas vezes ao ano).

Os gastos exigem menos cuidados e custam ao criador, em média, R$ 120. Isso é apenas uma média, pois os gastos podem ser ainda maiores.  Não está nessa conta, por exemplo, os gastos com produtos de limpeza para deixar o ambiente limpo. A pessoa acaba gastando mais com isso também e nem se dá conta.

Quem tem animalzinho em casa tem que estar preparado ainda para os gastos imprevistos como as visitas mais frequentes ao veterinário, exames e compra de remédios. Assim como nós, eles também adoecem e precisam de cuidados com a saúde, ainda  mais quando ficam velhos.

Por isso, se está pensando em ter um bichinho em casa, faça as contas, coloque as despesas no papel e analise suas finanças para não comprometer o orçamento.  Se estiver apertado, espere estar numa fase melhor e mais tranquila para ter um animal de estimação.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TOP