Pandemia de coronavírus provoca cancelamento do GP de Mônaco de F1 em 2020

O GP de Mônaco de 2020 está oficialmente cancelado em função da pandemia de coronavírus. A decisão foi tomada pelo Automóvel Clube de Mônaco (ACM), organizador da prova, na tarde desta quinta-feira, horas depois de a Fórmula 1 ter anunciado o adiamento da etapa, juntamente com as corridas na Holanda e Espanha. Assim, essa será a primeira vez desde 1954 que o Grande Prêmio histórico não será realizado.

Segundo o ACM, em comunicado emitido agora à tarde, a situação atual da pandemia, com restrições nas fronteiras, falta de mão de obra e a grande dificuldade em reunir todos os elementos responsáveis por fazer o GP acontecer de forma eficiente os levou a analisar e entender que não seria possível realizar a corrida de 2020.

A categoria, em conjunto com a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) e as equipes, também mais cedo, aprovou um calendário flexível e condensado, e o adiamento da implementação do novo regulamento e carros, previsto para 2021, para o ano seguinte. Isso porque um calendário com menos corridas significa menos verba para as equipes investirem nos novos modelos. Diante disso, em 2021 as equipes usarão os mesmos carros da temporada 2020, com o possível congelamento de peças podendo ser discutido mais à frente.

Confira a nota do ACM na íntegra:

“A atual situação envolvendo a pandemia e a sua evolução, ainda desconhecida, bem como a ausência de compreensão no impacto que terá no Campeonato Mundial de F1 de 2020; a incerteza em relação à participação dos times, as consequências causadas por diferentes medidas de confinamento tomadas por diversos países, incluindo o Principado; a pressão em todos os negócios envolvidos, com os funcionários impossibilitados de acessar as respectivas instalações; a disponibilidade da mão de obra de voluntários (mais de 1500) indispensável que é necessária para o sucesso do evento faz com que sua realização não seja mais possível.

Como resultado disso, depois de considerarmos com muito cuidado a gravidade da crise mundial, é com grande pesar que o Automóvel Clube de Mônaco e seu conselho de diretores decidiu cancelar os GPs de Mônaco, tanto o histórico quanto o de carros atuais da F1.

A todos os fãs, espectadores, parceiros e nossos membros, o conselho de diretores expressa o sincero pesar sobre o fato de que esses dois eventos não podem ser adiados sob nenhuma circunstância, já que será impossível realizar ambos em outras datas neste ano”.

Curiosamente, até esta quinta-feira, os trabalhos em Mônaco seguiam a todo vapor na montagem do circuito, ainda que, tanto o príncipe Albert e o ministro de estado, Serge Telle, tenham testado positivo para o coronavírus. Já os circuitos de Zandvoort e Barcelona haviam anunciado que monitoravam a situação, admitindo a possibilidade de adiamentos caso se fizessem necessários.

F1 antecipa as férias

A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) já havia anunciado a antecipação das férias das equipes de Fórmula 1 de agosto para março/abril. O objetivo da mudança é deixar o mês de agosto livre para a remarcação das corridas adiadas devido à pandemia mundial de coronavírus. Além disso, o período de fechamento das fábricas das equipes passa a ser de 21 dias, sete a mais do que seria em agosto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TOP