Mano Walter diz estar ansioso pela chegada do filho José

Com o nascimento previsto para agosto, Mano Walter e Débora Silva estão ansiosos para conhecerem o rostinho de José. Cumprindo a quarentena em casa, em Maceió, e saindo apenas para realizar as ultrassons de pré-natal, o casal contou para o Gshow como tem sido este momento de isolamento social longe da família. O cantor revelou que tem sentido saudade dos palcos, mas vem aproveitando a agenda livre para acompanhar a gestação de seu primeiro filho.

Na rotina da casa, a parceria vem em primeiro lugar. Inclusive na hora da entrevista, o casal fez questão de responder as perguntas junto. Eles contaram que o relacionamento amadureceu muito na quarentena e estão conseguindo respeitar, cada vez mais, a individualidade de cada um: “O amor é como uma plantinha, se você não regar, ela morre. Então todos os dias a gente rega, seja com uma palavra de carinho, seja com um abraço, um beijo roubado e é isso que a gente tem feito na quarentena. Somos muito parceiros! Eu já vinha convivendo com Walter nas viagens, mas em casa a gente convive 24 horas. Sabemos que temos que ter paciência um com o outro, respeitar os limites. Além do respeito como casal, respeitar a individualidade de cada um”, diz a futura mamãe.

“Nossa rotina mudou bastante. São 25 shows num mês. Em junho, por exemplo, são todos os dias. Nessa época do São João a saudade dos palcos é maior. É correndo todo tempo. E agora é totalmente ao contrário. Só saindo para ir na ultrassom, ir ao médico. Estou podendo acompanhar a gestação da Débora. Porque se tivesse na vida normal, eu não teria como. E eu estou podendo ver o José chutar, o crescimento da barriga, todas as coisas que a grávida passa”, conta Mano.

“Eu canto pro José todos os dias e rezo com ele, então é muito gostoso. Eu tinha medo de não poder acompanhar a gestação do meu filho”, diz o cantor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TOP