Mãe investigada por ‘alugar’ filho para conhecido pedir esmolas nega acusações

Em depoimento, a mãe suspeita de emprestar o filho, de seis meses, para um conhecido pedir esmolas nos ônibus de Maceió negou as acusações. Ela prestou depoimento acompanhada do marido, na Delegacia de Crimes Contra a Criança e o Adolescente, nesta quarta-feira (5).

Segundo informações do chefe de operações da delegacia, Alan Barbosa, a mãe, identificada como Sara Gomes da Silva, de 19 anos, alegou que já tinha deixado a criança na casa de Clebson Nunes Pereira, de 26 anos, no Gama Lins, cerca de quatro vezes para fazer faxinas e não tinha conhecimento das atitudes dele.

Ao conselho tutelar, o acusado disse, nessa terça-feira (4), que não tinha ‘alugado’ o menino e não dividiria a quantia arrecadada com a genitora. Além disso, ele contou que foi o responsável por levá-lo aos coletivos.

No entanto, o chefe de operações informou que Clebson confessou ter usado o bebê para pedir esmolas nos coletivos e reforçou que nenhum dinheiro era repassado para a mãe durante novo depoimento nesta quarta (5).

De acordo com Alan Barbosa, a partir de agora será analisado se o caso necessita de mais diligências para concluir as investigações. “Nós vamos ver se é necessário mais alguma diligência, se sim, serão realizadas. Se não, se já for suficiente, o Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) será concluído e remetido ao juizado”.

Ele também frisou que a criança está em um abrigo até que a Justiça determine que Sara pode voltar a ter a guarda e que o Conselho Tutelar da 8ª Região, no Graciliano Ramos, que também investiga a ocorrência, e a Vara da Infância devem apurar sobre as condições em que o menino vive.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TOP