Deputados aprovam venda de bebidas alcoólicas nos estádios de Alagoas

Os deputados estaduais votaram em sessão extraordinária, na tarde desta quinta-feira (16), o projeto de lei que permite o consumo e a venda de bebidas alcoólicas nos estádios de futebol em Alagoas. A proposta, de autoria do deputado Bruno Toledo (Pros), foi aprovada por doze votos favoráveis e seis contrários. Ao término da votação, os parlamentares que defendem a liberação e comercialização pediram que o governador Renan Filho (MDB) sancione o mais rápido possível.

“O cidadão de bem e a mulher de bem vão poder tomar sua cerveja de forma ordeira nas praças esportivas. Peço ao governador que sancione o mais rápido possível para que no jogo entre o CSA e Goiás os torcedores já possam assistir a partida tomando sua cerveja. Estou muito feliz com o resultado dessa votação”, celebrou o deputado Davi Maia (DEM), relator da matéria durante a tramitação na Casa de Tavares Bastos.

A matéria entrou em pauta depois de cumprir o espaço de duas sessões ordinárias, já que na última terça-feira o deputado Antônio Albuquerque (PTB) havia pedido adiamento pouco antes de ser colocada em votação. Hoje, após a sessão ordinária, foi requerida uma sessão extraordinária, visto que o projeto havia sido devolvido à Mesa, que teve a presidência do deputado Galba Novaes (MDB).

Segundo Davi Maia (DEM), o momento é de “comemoração” porque se refere a mais uma liberdade para o torcedor. Ele lembrou também que a medida vai ajudar na receita dos clubes de futebol quando foram mandantes de seus jogos em Maceió.

Os deputados que foram a favor da liberação da bebida nos estádios de Alagoas foram: Yvan Beltrão, Paulo Dantas (MDB), Davi Davino (PP), Marcos Barbosa (PPS),  Tarcízio Freire (PP), Breno Albuquerque (PRTB),  Bruno Toledo (Pros), Cabo Bebetom (PSL), Davi Maia (PP),  Cibele Moura (PSDB) e Léo Loureiro (PP).  Silvio Camelo (PV),  Fátima Canuto (PRTB), Dudu Ronalsa (PSDB), Jó Pereira (MDB),  Olavo Calheiros (MDB) e Ricardo Nezinho (MDB) foram contrários a proposta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TOP