Com técnico novo, CSA enfrenta Sport Recife no Rei Pelé.

Sob novo comando e com uma nova filosofia de jogo, embora o técnico Argel Fucks tenha trabalhado com os atletas em apenas um treinamento com bola, o CSA busca a reabilização hoje à noite em novo amistoso diante do Sport, desta vez no Estádio Rei Pelé, valendo a Taça dos Campeões. O jogo começa às 20h e a diretoria azulina espera a presença dos torcedores em grande número, uma vez que terão a oportunidade de ver pela primeira vez alguns dos reforços contratados, como Ricardo Bueno, Benitéz e Gamarra.

O Sport está mais perto da taça. Venceu a partida de ida, no Recife, por 3 a 1, e pode até perder por um gol de diferença. Não há o critério do gol qualificado fora de casa.

Assim, se o CSA vencer por dois gols de diferença, leva a disputa para os pênaltis. De três gols de diferença pra frente, o time alagoano ganha o desafio.

O time azulino está definido desde o final da tarde de ontem, após o treino comandado por Argel no campo da AABB, em Pescaria. Sem muito tempo para fazer observações, ele preferiu optar por manter a formação usada na equipe titular durante a movimentação com bola. Assim, o Azulão deve começar o novo jogo contra o Sport com Jordi; Celcinho, Leandro Souza, Luciano Castan e Rafinha; Naldo, Jonathan Gomes, Didira e Apodi; Robinho e Ricardo Bueno.

No decorrer do amistoso, Argel Fucks deverá fazer algumas alterações, mas não na quantidade que o ex-treinador do clube, Marcelo Cabo, fez no segundo tempo do primeiro amistoso, em que o time azulino mudou todo e, já perdendo por 2×1, virou presa fácil para o adversário, que teve amplo domínio das ações e ainda fez mais um gol.

Como precisa insistir numa base para a retomada na Série A do Brasileirão e faltam poucos dias para o jogo contra o Corinrhians, marcado para 14 deste mês, o novo técnico azulino deverá fazer poucas alterações durante a partida.

Conhecendo uma boa parte do elenco, vários por já terem trabalhado com ele em outras agremiações e outros por ter observado em outros times que enfrentou, como o próprio CSA, Argel está otimista na evolução dos jogadores sob a sua filosofia de jogo, que fica bem distante daquela utilizada por Marcelo Cabo, que mantinha o Azulão num sistema quase sempre defensivo. Ele deixou claro, durante o treinamento, e reforço isso na primeira entrevista coletiva dada à imprensa,ontem, que já a partir de hoje o CSA será um time com um futebol mais agudo, marcando mais e jogando de forma mais ofensiva, procurando sempre que possível explorar as jogadas de linha de fundo e os cruzamentos para a área.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TOP